Bullying, está na hora de falar disso!

O massacre de Realengo que chocou o país nessa última semana foi uma tragédia sem precedentes na história do Brasil. Mas tal incidente nos mostra uma faceta importante que deve ser discutida da vida escolar do nosso país: O Bullying.

O Bullying é um termo utilizado para descrever humilhações, ofensas, maus-tratos, intencionais e repetidos por um indivíduo ou grupo de indivíduos a outro indivíduo. Essas pessoas incapazes de se defender muitas vezes desenvolvem traumas e se tornam mais introspectivas.

No caso em Realengo, no Rio de Janeiro o assassino Wellington Menezes de Oliveira, supostamente, havia sofrido bullying na Escola Municipal Tasso da Silveira, onde a chacina aconteceu. Apesar de não ser o único atenuante do distúrbio que o rapaz sofria, não podemos negar o peso que as humilhações tiveram no desenvolvimento da sua personalidade.

Em uma pesquisa realizada pelo IBGE em 2009 mostrou que um terço das crianças entrevistadas disse ter sofrido Bullying. O número é alarmante. A maioria das crianças que sofrem esse tipo de situação não tem um acompanhamento psicológico, resultado da falta de estrutura das escolas e da falta da discussão do tema.

Wellington Menezes é uma vítima desse tipo de situação. Somado a isso outros atenuantes como a morte recente da mãe, o caso da doença psicológica da mãe, jogos de violência entre outros, não era de se espantar que esse rapaz desenvolvesse uma psicopatia.

O caso de Wellington não foi o único ocorrido no Brasil. Em 1999, Mateus Meira entrou em um cinema em São Paulo e disparou contra as pessoas que assistiam Clube da Luta, resultado: três mortos e cinco feridos. O estudante afirmou ter sofrido bullying.

Os casos nos EUA mostram sempre o mesmo perfil dos praticantes desses atos: Pessoas introspectivas, de poucos amigos, “diferentes” dos demais, e que por serem diferentes sofrem humilhações constantes por parte de outros colegas.

É importante a sociedade brasileira começar a atentar para esse tipo de violência, pois não queremos que casos como o de Realengo se repitam. A escola deve ser um ambiente de construção do intelecto e da cidadania, onde nossas crianças e jovens devem aprender conceitos como respeito às diferenças e ao próximo, e não um ambiente de violência e humilhação. Tomara que essa tragédia sirva de lição para as nossas autoridades e sociedade como um todo.

DIGA NÃO AO BULLYING!

Imagem retirado do blog flowersdarknight.blogspot.com

Anúncios
Marcado com: , , , , ,
Publicado em Mundo
2 comentários em “Bullying, está na hora de falar disso!
  1. Taiany disse:

    Gostei amor desse post, continue assim essa pessoa profissa!

    DIGA NÃO AO BULLYING!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 445 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: